O futuro do aço inoxidável

Descubra como estudantes de design desafiam um material tradicional de modo inovador.

Victorinox e ECAL inovam no material do relógio I.N.O.X.

Para explorar as possibilidades do aço inoxidável na indústria de relógios, perguntamos à próxima geração de futuros designers o que achavam desse material tradicional. Ficamos encantados de colaborar com uma das mais famosas e inovadoras escolas de design do mundo: a renomada école cantonale d’art Lausanne, ou seja: a ECAL. Alunos de todo o mundo pesquisaram em áreas como cirurgia médica, nanotecnologia ou biomimética e aplicaram esse conhecimento ao mundo dos relógios.

Uma história de tradição e inovação

Ao longo dos anos, adquirimos muita experiência trabalhando com aço inoxidável. Há cerca de 100 anos, éramos a primeira empresa de facas do mundo a trabalhar com esse material. Essa inovação marcou um momento tão decisivo na qualidade de nossos produtos que, em 1921, integramos o nome do aço que não enferrujava “inox” ao nome de nossa marca.

Desde então, o aço inoxidável tem estado no centro do nosso trabalho. É essa experiência que nos levou ao mundo dos relógios. Com toda a nossa experiência, começar a fabricar relógios parecia natural. E foi assim que nasceu o famoso I.N.O.X.: uma homenagem ao material que continua nos impressionando com sua engenhosidade.

Venha conosco explorar as fascinantes possibilidades do aço inoxidável.

Aço inoxidável – 1 material, 11 inovações

Pulverização a frio – reinterpretado por Maxime Augay, França
Com um bocal supersônico, o pó de metal é aplicado em uma superfície como o metal, cerâmica ou até mesmo plástico. É possível obter combinações inovadoras de materiais dessa forma – gerando melhor qualidade ou novos efeitos visuais no design de relógios. Imagem: Representação digital do estudante
Revestimento explosivo – reinterpretado por Christian Hollweck, Alemanha

Quando dois metais diferentes, como o aço inoxidável e o titânio, são combinados por meio de uma explosão, são criados supermetais. O resultado visual na superfície dessas explosões é impressionante para o design de relógios. Imagem: Representação digital do estudante (com base na foto original da VI)

Estampa explosiva – reinterpretado por Christian Hollweck, Alemanha

Pelo acúmulo de pressão em uma explosão, é possível aplicar um holograma em uma superfície de metal em uma escala nano. Usadas para gravações microscópicas em um relógio, as imagens são extremamente pequenas e ricas em detalhes. Imagem: Foto tirada pelo estudante, produção de Bernhard Rieger

Pespontos – reinterpretado por Nicolas de Vismes, França

A arte dos pespontos em aço inoxidável foi aprimorada por seu uso na medicina. As limas são feitas sob medida para os cirurgiões esculpirem um encaixe no osso onde colocam um implante. Aplicados nos relógios, os pespontos oferecem sensualidade de superfície e um toque artesanal. Imagem: Representação digital do estudante

Impressão UV – reinterpretado por Sara de Campos, Portugal

A impressão UV usa luz, em vez de evaporação, para fixar a tinta. Isso torna a impressão extremamente rápida, ecológica e precisa. O aspecto de precisão é interessante para o design de relógios: ele possibilita gradientes finos, padrões e imagens em alta definição. Imagem: Representação digital do estudante

Tubos de favos de mel – reinterpretado por Hiroyuki Morita, Japão

Inspirados pela natureza, os tubos de favos de mel são rígidos e ao mesmo tempo flexíveis e leves. Seu uso na indústria de relógios não tem apenas vantagens funcionais. A configuração geométrica também chama atenção pelo design. Imagem: Representação digital do estudante

Junção por laminação – reinterpretado por Adrien Cugulière, França

Camadas de metais diferentes são passadas por um par de rolos achatados para unir-se, por exemplo, ao alumínio e ao aço. O ato de furar e esmerilhar as camadas superiores revela a camada inferior, criando novas qualidades funcionais e ornamentais. Imagem: Representação digital do estudante

Cáustica de luz – reinterpretado por Sumegha Matri, Índia

As cáusticas são criadas quando feixes de luz são direcionados e desviados por um material reflexivo. Por exemplo, a refração da luz em uma piscina. Aplicar uma gravação à superfície de um relógio de acordo com os princípios da cáustica de luz resulta em uma “propriedade quase mágica”. Imagem: foto tirada por estudante

Corte a laser tubular – reinterpretado por Yen-Hao Chu, Taiwan

O stent é uma estrutura de metal que é inserida em um vaso sanguíneo e depois expandida para abrir uma artéria estreitada e melhorar o fluxo sanguíneo. Transferindo a estrutura do stent puramente funcional para o design, cria-se uma aparência inovadora que pode ser usada por exemplo em uma pulseira de relógio. Imagem: Representação digital do estudante

Bordado em inox – reinterpretado por Aleksandra Szewc, Poland

As técnicas de bordado, combinadas com a tecnologia de fios de aço inoxidável, celebram as qualidades dos fios de aço inoxidável: laváveis, resistentes à corrosão e duráveis, e ainda assim, macios e flexíveis. Isso abre novas possibilidades para aplicações na fabricação de relógios. Imagem: Representação digital do estudante

Microestampagem – reinterpretado por Sara Regal, Espanha

A microfabricação oferece novas formas de trabalhar com aço. Por exemplo, folhas de metal furadas e curvas com microestampagem podem ser usadas em pulseiras de relógio para criar novos padrões, e também como formas funcionais estáveis e, ao mesmo tempo, flexíveis. Imagem: IMP (industrial machine products)

O projeto foi apresentado por Alexis Georgacopoulos, diretor da ECAL, e por Thilo Alex Brunner, chefe do mestrado em design de produtos na ECAL. Nessa iniciativa, o designer e professor da ECAL Alexander Taylor coordenou estudantes de todo o mundo em um projeto de três meses de duração sobre a descoberta de novas possibilidades para o uso do aço inoxidável.

Qual é o futuro do aço inoxidável na indústria de relógios, Alexander Taylor?

Por que, em vez de criar relógios neste projeto, você se concentrou no material?
Acredito que os estudantes e designers devem aprender habilidades que lhes permitam ser multifacetados na abordagem e no trabalho, não apenas com o objeto acabado, trabalhando de modo a explorar primeiro o jeito pelo qual podemos trabalhar sem os parâmetros do objeto. O caráter do objeto e a oportunidade de criar algo novo em termos de estética e de produção virão de uma colaboração com fabricantes e do entendimento do designer para adaptar as tecnologias a uma necessidade particular. Durante este processo, as oportunidades se apresentarão inevitavelmente, mais além do briefing original. Não se deter a um design particular de relógio permitiu que o processo realmente informasse e influenciasse o resultado formal.

O que faz do aço inoxidável um material tão interessante para trabalhar?
Ele tem uma qualidade industrial bela e altamente funcional - de certo modo, é altamente tecnológico, mas também é tão familiar! É um material com a capacidade de estimular os sentidos e está associado com produtos, estruturas e desempenho pioneiros. Com este projeto, no entanto, ilustramos como se pode tomar um material que é tão familiar e propor formas absolutamente novas de fabricá-lo ou processá-lo. 

Ainda vamos usar aço inoxidável no futuro?
O aço inoxidável será um material que usaremos muito no futuro. Como todos os materiais, ele está evoluindo constantemente com relação às formas como é trabalhado e às suas aplicações. Ele será projetado e adaptado para atender a várias demandas novas, no entanto, como um material essencial, ele tem uma qualidade associada que agora, mais do que nunca, se relaciona ao consumidor e valoriza a qualidade.
 
Tudo vai ser digital. Seus estudantes estão interessados em trabalhar com um material tão resistente e tradicional como o aço inoxidável? 
Somos designers industriais e adoramos trabalhar em objetos físicos e com materiais físicos. Nesta era digital e no futuro, acho que é interessante que haja um vínculo emocional importante com o objeto físico, que estimula os sentidos e transmite valor e qualidade inerentes. A conexão com os materiais naturais e o artesanato como uma compensação para equilibrar com o mundo digital. 
 
Na Victorinox, vários artesãos trabalham em detalhes e na melhoria da qualidade de nossos produtos. Mesmo assim, temos algumas das máquinas mais modernas fabricando nossos produtos. Quando se trata de artesanato versus digital – quais são as habilidades que um designer necessita?
Com algo como um relógio, relacionado com a conexão humana, o designer tem a oportunidade de criar um produto com uma conexão que vai além da função. O designer tem a responsabilidade de buscar novas formas e colaborar para inovar e ultrapassar os limites físicos do que for possível. As funções de artesão e designer estão evoluindo e, juntos, trabalhando com tecnologia de ponta, eles têm a possibilidade de produzir resultados interessantes e poderosos.

Preferidos de Alexander

Destino preferido
Inverno em Chamonix, verão no sul da Itália

Prato preferido
Comida simples local! Adoro salada caprese com vinagre balsâmico ou tomate no estilo siciliano com um copo de vinho gelado.

Cheiro preferido
Ar fresco!

Hora preferida do dia
De manhã cedo

Escapada urbana preferida
Museu V&A em Londres

Essencial preferido
Meu Stan Smiths

Sobre Alex Taylor, designer britânico premiado, professor na ECAL

Alexander é um designer de produtos que trabalha para empresas como Zanotta, Established & Sons, ClassiCon e Adidas. Ele recebeu o prêmio "Designer do futuro", com sua lâmpada "dobrável" e também está na coleção permanente do Museu de Arte Moderna. Alexander segue uma abordagem transdisciplinar, trabalhando com alguns dos melhores artesãos e com a melhor tecnologia industrial do mundo.

Os professores da ECAL no trabalho - de Todd Selby

O fotógrafo, diretor e autor Todd Selby não só tirou as fotos dos professores da ECAL, como também os entrevistou. As entrevistas com Todd são muito divertidas – são um pouco mais brilhantes, um pouco mais curiosas e surpreendentes que uma entrevista normal. Veja a conversa dele com Alexander Taylor e equipe.

Compartilhe esta história com seus amigos

Compartilhar

Explore nossos relógios I.N.O.X.

I.N.O.X. Professional Diver Titanium

Preto, 45 mm

I.N.O.X. V

rosa, 37 mm

I.N.O.X. Titanium

Cinza, 43 mm
BRL 3.350,00

I.N.O.X. V

Cinza, 37 mm
BRL 3.350,00

I.N.O.X. V

branco, 37 mm
BRL 2.825,00

I.N.O.X.

Azul, 43 mm
BRL 2.825,00

Descubra ainda mais sobre os relógios Victorinox

O Rio Mekong em Luang Prabang.
Inspiração e histórias
Produtos
Dicas e truques
Relógios Victorinox
Tudo sobre relógios